sexta-feira, 21 de julho de 2017

Vasco acerta o retorno do zagueiro Anderson Martins


Confira a ficha técnica de Anderson Martins, novo reforço do Vasco:
Nome completo: Anderson Vieira Martins
Apelido: Anderson Martins 
Data de Nascimento: 21/08/1987 (29 anos) 
Local de Nascimento: Fortaleza (CE) 
Altura: 1,84m 
Posição: Zagueiro 

Clubes: 

2006-2010- Vitória (BA) 
2011- VASCO DA GAMA
2011- 2014- Al-Jaish-CAT 
2014- Corinthians 
2015- 2016- Al-Gharafa-CAT 
2016- 2017- Umm Salal-CAT 
2017- VASCO DA GAMA

Títulos e prêmios individuais: 

Campeonato Baiano nos anos de 2007, 2008, 2009 e 2010
Copa do Nordeste de 2010
Copa do Brasil de 2011
Melhor zagueiro do Campeonato Baiano de 2009
Melhor jogador do Campeonato Baiano de 2009
Melho zagueiro do Campeonato Carioca de 2011

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Palco de conquistas: Vasco tem boas recordações do Morumbi

image
Vascaínos festejam bicampeonato brasileiro no Morumbi- Fábio Mathey/Estadão/16/12/1989

Não é dúvida para ninguém que o Estádio Morumbi, palco do 15º compromisso do Vasco da Gama na atual edição do Campeonato Brasileiro, traz boas recordações para o clube. Foi na casa do São Paulo que o Gigante da Colina conseguiu um dos seus títulos mais importantes. Em dezembro de 1989, com gol de Sorato, o Cruzmaltino derrotou o Tricolor por 1 a 0 e levantou a taça do mais importante torneio nacional pela segunda vez.

Outra conquista de grande magnitude da valorosa história vascaína no futebol também foi obtida pelo Almirante no Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Na temporada de 1999, com a base do time campeão da Taça Libertadores no ano anterior, o Vasco venceu o Santos por 2 a 1 e subiu ao lugar mais alto do pódio no Torneio Rio-São Paulo. Os gols do tricampeonato foram marcados por Zé Maria e Juninho Pernambucano.

image
Eder Luis chuta para marcar o primeiro gol vascaíno em 2011- Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

O retrospecto recente em partidas do Campeonato Brasileiro também é animador para o clube de São Januário. Nas últimas cinco vezes que enfrentou o São Paulo no Morumbi, o Vasco da Gama obteve duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota. O primeiro desses confrontos aconteceu na edição de 2010 e, apesar da atuação superior dos donos da casa, terminou empatado em 0 a 0.

Em 2011, ano que terminou em segundo lugar e fez a melhor participação de sua história no Brasileirão de pontos corridos, o Gigante da Colina, na época comandado por Ricardo Gomes, não tomou conhecimento do São Paulo e venceu pelo placar de 2 a 0. Atual campeão da Copa do Brasil naquela oportunidade, o Cruzmaltino triunfou graças aos gols marcados por Eder Luis e Felipe. 

image
Fágner marcou no triunfo sobre o São Paulo por 1 a 0 em 2012- Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

O Almirante voltou a obter um resultado positivo diante do Tricolor Paulista em seus domínios na temporada seguinte. Em 2012, quando terminou na quinta colocação, o Vasco da Gama também derrotou o adversário desta quarta-feira (19/07) no Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Na ocasião, o time vascaíno superou o rival por 1 a 0 e o tento foi anotado pelo lateral-direito Fagner.

Cruzmaltinos e Tricolores voltaram a se enfrentar pelo Brasileiro no Morumbi em 2013 e, naquela ocasião, os donos da casa levaram a melhor, vencendo por 5 a 1, com direito a dois gols do atual jogador cruzmaltino Luis Fabiano. O último confronto recente na casa do São Paulo pelo mais importante torneio nacional ocorreu em 2015. Apesar de ter saído na frente, o Vasco sofreu um gol no final da partida e viu o jogo acabar empatado em 2 a 2.
image
Nenê e Gallo comemoram gol contra o São Paulo em 2015- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Retrospecto recente do Vasco em jogos no Morumbi contra o São Paulo pelo Brasileiro:

25/08/2010- São Paulo 0 x 0 Vasco da Gama 
31/07/2011- São Paulo 0 x 2 Vasco da Gama- Eder Luis e Felipe 
18/07/2012- São Paulo 0 x 1 Vasco da Gama- Fágner 
29/05/2013- São Paulo 5 x 1 Vasco da Gama- Dakson
18/10/2015- São Paulo 2 x 2 Vasco da Gama- Nenê e Rodrigo

Vasco inicia segundo semestre com plena regularidade fiscal

image
O Vasco inicia mais um semestre com todas as certidões necessárias para os programas de captação de recursos e patrocínio estatal, além da garantia dos programas de regularização fiscal. Além disso, o Vasco está em dia com o salário dos funcionários.

Em jogo equilibrado, Vasco empata com o Santos no Nilton Santos

image
Wellington em ação contra o Santos- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama mediu forças com o Santos na tarde deste domingo (16/07) no Estádio Nilton Santos. Em jogo bastante equilibrado, com poucas chances de gol para os dois lados, as equipes não saíram do 0 a 0. Com o resultado, o Gigante da Colina chegou aos 20 pontos e se manteve na oitava colocação. O Cruzmaltino, porém, ainda pode ser ultrapassado na rodada por Coritiba e Botafogo.
O JOGO

image
Rafael Marques faz lançamento observado pelo santista Kayke

Sem muita emoção. É dessa forma que pode ser classificado os minutos iniciais da partida no Nilton Santos. A primeira grande oportunidade só foi criada aos 15 minutos, quando Nenê cruzou e Rafael Marques cabeceou por cima da meta. O Peixe demorou para responder, mas só não abriu o placar aos 29 minutos porque Paulão apareceu para afastar um chute cruzado de Kayke, após lançamento de Lucas Lima. 

Quando o cronômetro marcava 31 minutos, outra finalização vascaína, com Jean, que parou no goleiro João Paulo. Aos 36, o Gigante da Colina assustou novamente. Dessa vez, Yago Pikachu cobrou com perigo falta sofrida por Nenê na entrada da grande área. No último lance da etapa inicial, o Alvinegro Praiano quase abriu o marcador em cabeçada de Bruno Henrique.
image
Yago Pikachu se livra da marcação de Bruno Henrique

Ao contrário do primeiro, o segundo tempo começou bastante movimentado, com os dois times buscando o jogo. Logo aos quatro minutos, Ramon tabelou com Nenê e cruzou na medida para Thalles, que cabeceou próximo da trave. Pouco tempo depois, aos sete, foi a vez de Madson receber de  Wellington, escapar pela direita e servir o camisa 9, que novamente testou para fora.

Apesar da maior posse de bola, o Santos só conseguiu chegar pela primeira vez aos 14 minutos, quando Jean Mota mandou a bola para área e Copete finalizou para sem direção. O Vasco, por sua vez, respondeu na sequência com Thalles, que arriscou da intermediária e parou em grande defesa de João Paulo. No rebote, Madson acertou o lado de fora da rede. Aos 33, Nenê recebeu de Wagner e arrematou com força para outra intervenção do arqueiro santista.
image
Nenê levou perigo durante o segundo tempo- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O camisa 10 estava disposto a decidir o jogo. Aos 41, Nenê recebeu na ponta direita, limpou o marcador e chutou na direção do gol. Substituto de Vanderlei, João Paulo apareceu novamente para realizar uma excepcional defesa. Na reta final da partida, o auxiliar-técnico Ednelson Silva promoveu a entrada de Paulo Vitor, mas o jovem acabou não conseguindo modificar o placar final do jogo: 0 a 0.

FICHA TÉCNICA:
VASCO DA GAMA 0 x 0 SANTOS
Campeonato Brasileiro- 14ª Rodada

Data/Horário: 16/07/2017, às 16h00
Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA/FIFA)
Auxiliares: Helcio Araújo Neves (PA/CBF) e José Ricardo Guimarães Coimbra (PA/CBF)
Cartões amarelos: Breno, Rafael Marques, Thalles e Wellington (Vasco); Daniel Guedes, Leandro Donizete e Yuri (Santos)
Cartão vermelho: Daniel Guedes (Santos)

VASCO: Martín Silva, Madson, Rafael Marques, Paulão e Ramon; Jean, Wellington (Bruno Paulista), Wagner, Nenê (Paulo Vitor) e Yago Pikachu (Guilherme); Thalles. Treinador: Milton Mendes.

SANTOS: João Paulo, Daniel Guedes, Lucas Verissímo, David Braz e Jean Motta; Leandro Donizete (Alison), Yuri e Lucas Lima; Bruno Henrique, Kayke (Vechio) e Copete (Matheus Ribeiro). Treinador: Levir Culpi.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Ramon e Bruno Paulista são apresentados oficialmente pelo Vasco


O Vasco da Gama apresentou oficialmente, na tarde desta terça-feira (04/07), mais dois reforços para a temporada 2017. Ao lado do vice-presidente de futebol, Eurico Brandão Miranda, o lateral-esquerdo Ramon e o volante Bruno Paulista vestiram a camisa cruzmaltina e falaram com a imprensa pela primeira vez em São Januário.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Com golaço de Nenê, Vasco bate Atlético-GO em São Januário


Pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco venceu o Atlético-GO, por 1 a 0, em São Januário. O golaço de Nenê garantiu a quinta vitória na competição para a equipe vascaína, que chega aos 15 pontos. Com o resultado, os vascaínos estão na 6ª posição da tabela. O próximo desafio do Gigante da Colina será contra o Coritiba, dia 2, no Couto Pereira.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Com gol de Yago Pikachu, Vasco bate Avaí e dispara na tabela do Brasileirão.

Pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco venceu a equipe do Avaí, pelo placar de 1 a 0, na noite deste sábado (17/06), em São Januário. O gol de Yago Pikachu colocou o Gigante da Colina na sexta posição da tabela antes dos jogos complementares deste domingo (18). Na próxima rodada, o Cruzmaltino enfrentará o Botafogo, na quarta-feira (21), às 21 horas, no Estádio Nilton Santos.

image
Luis Fabiano finaliza no fim do primeiro tempo - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO
O Vasco começou a partida tentando pressionar o Avaí no ataque, mas aos 12 minutos o jogo foi interrompido por conta de uma falta de energia no Estádio, que durou cerca de 27 minutos. 

Após os refletores voltarem a funcionar, o Gigante da Colina abriu o placar aos 19 minutos. O meia Nenê fez grande jogada pela esquerda, passou facil por Leandro Silva, invadiu a área e tocou para Yago Pikachu só escorar para o fundo do gol. Vasco 1x0 Avaí. 
image
Yago Pikachu comemora gol com Nenê - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O gol deu ainda mais gás ao time vascaíno no ataque. Aos 22 minutos, Douglas arriscou de fora da área, e goleiro Mauricio Konzlinski foi obrigado a fazer grande defesa para salvar os catarinenses. Após a grande pressão do Vasco, a equipe visitante cresceu no jogo e tentou marcar em algumas oportunidades, mas parou no goleiro Martín Silva, que fez grandes defesas em chutes de Romulo e Juan. 

No segundo tempo, o Vasco valorizou muito a posse de bola e tentou diminuir os espaços dos catarinenses. Com poucas chances de ambos times, os goleiros apareceram bem quando foram acionados.  Aos 45 minutos, Luis Fabiano roubou a bola no ataque e deixou Andrezinho livre para marcar, mas o camisa 1 adversário fez grande defesa na finalização do meia. Na sequência foi a vez de Martín Silva operar um verdadeiro milagre com os pés em chute cruzado de Leandro Silva. 

Mesmo com a pressão do time de Santa Catarina, os vascaínos administraram o placar e conquistaram uma vitória importante em casa. 
image
Gilberto em ação durante o jogo contra o Avaí - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – VASCO 1X0 AVAÍ
Competição: 8ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2017
Local: São Januário, RJ
Data: 17 de junho de 2017
Horário: 19 horas (Horário de Brasília)
Público presente: 10.993 / Pagante: 9.966
Renda: R$ 299.330,00
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Cartões amarelos: Paulão, Evander e Mateus Vital (Vasco) / Juan (Avaí)
Gol: Yago Pikachu (19'/1º Tempo)
VASCO: Martín Silva; Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean (Wellington), Douglas, Yago Pikachu (Manga), Mateus Vital (Andrezinho) e Nenê; Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes. 
Avaí: Mauricio Kozlinski; Leandro Silva, Airton, Gustavo e Capa; Wellington Simião (Pedro Castro), Judson Marquinhos (Lourenço) e Juan; Diego Tavares (Willians Santana) e Romulo. Técnico: Claudinei Oliveira

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Em jogo histórico, Vasco bate Fluminense de virada em São Januário

Em um jogo histórico em São Januário, o Vasco venceu, de forma emocionante, o Fluminense por 3 a 2. Com uma virada espetacular e apoiado por sua imensa torcida mais uma vez grande número, o Gigante da Colina chega a sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro. Os gols vascaínos foram marcados por Luis Fabiano, Manga Escobar e Nenê. Henrique Dourado, duas vezes de pênalti, marcou para o adversário. O próximo jogo dos vascaínos será contra o Grêmio, dia 4, às 16 horas, na Arena do Grêmio.

image
Luis Fabiano marcou de cabeça o primeiro gol do Vasco - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O JOGO
O primeiro tempo foi muito melhor para o Vasco, que dominou as ações e criou grandes oportunidades de gols. A equipe do Fluminense apostou nos contra-ataques e pouco assustou o Gigante da Colina.

O primeiro gol vascaíno aconteceu aos 25  minutos. Na primeira tentativa em jogada pela direita, Gilberto colocou a bola na área, Luis Fabiano raspou e a bola sobrou para Yago Pikachu, que dominou e cruzou novamente na área para Fabuloso marcar de cabeça. Vasco 1x0 Fluminense. 

image
Manga Escobar entrou no segundo tempo para decidir o jogo - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

No segundo tempo, as duas equipes voltaram sem mudanças. Precisando do resultado, o adversário foi para cima do Vasco. Aos 12 minutos, a arbitragem marcou pênalti para o Fluminense, e Henrique Dourado não desperdiçou. Pouco tempo depois, nova penalidade marcada para o tricolor e o atacante rival fez o segundo gol, virando o placar.

O técnico Milton Mendes fez mexidas importantes, colocando Nenê e Manga Escobar na partida. Aos 29 minutos, o colombiano realizou grande jogada pela esquerda, limpou a marcação com muito estilo e bateu no cantinho, deixando tudo igual. 

O Fluminense começou a valorizar a bola com muitos toques. Impulsionado por seus torcedores, o Vasco tentou em algumas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio de Diego Cavalieri. Até que, aos 48 minutos, em mais uma grande jogada de Manga Escobar, Nenê recebeu livre pela esquerda e chutou cruzado para marcar o gol da virada do Gigante da Colina em São Januário: 3 a 2!

image
Nenê comemora com Douglas o gol da vitória - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – VASCO 3X2 FLUMINENSE
Competição: 3ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2017
Local: São Januário, Rio
Data: 27 de maio de 2017
Horário: 16h (Horário de Brasília)
Público presente: 20.442 / Pagantes: 19.082 
Renda: R$700.560,00
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)
Cartões amarelos: Jean e Luis Fabiano (Vasco) / Douglas e Marquinho (Fluminense)
Gols: Luis Fabiano (25'/1º Tempo), Manga (25'/2º Tempo) e Nenê (48'/2º Tempo) - Vasco / Henrique Dourado (13'/2º Tempo e 19'/2º Tempo) - Fluminense
VASCO: Martín Silva; Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean, Douglas, Yago Pikachu (Nenê), Mateus Vital (Muriqui) e Kelvin (Manga); Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes. 
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas (Marcos), Nogueira, Henrique e Léo; Orejuela, Douglas (Marcos Junior), Wendel e Gustavo Scarpa (Marquinho); Richarlison e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga. 

image

terça-feira, 23 de maio de 2017

Com show da torcida, Vasco vence Bahia em São Januário

Com presença marcante da torcida, o Vasco venceu o Bahia, por 2 a 1, na manhã deste domingo (21/05), em São Januário. A primeira vitória vascaína no Campeonato Brasileiro foi construída no segundo tempo com gols de Yago Pikachu e Luis Fabiano, que chegou ao 400º gol de sua carreira. Gustavo descontou para os baianos. No próximo sábado (27/05), o Gigante da Colina encara o Fluminense em casa, às 16 horas, pela terceira rodada da competição nacional. 

image
Yago Pikachu em momento de comemoração do primeiro gol - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

O primeiro tempo foi todo do Vasco em São Januário. Com domínio completo das ações, o Gigante da Colina criou grandes oportunidades, mas parou no goleiro Jean, que fez defesas importantes para o Bahia. 

Aos 7 minutos, o time da casa chegou em jogada de bola parada. Douglas levantou na área, e Luis Fabiano apareceu bem para cabecear para a defesa do camisa 1 adversário. Pouco tempo depois foi a vez de Kelvin colocar velocidade pela esquerda e cruzar na área para o camisa 9 vascaíno chutar forte, mas parar novamente no goleiro baiano.
image
Zagueiro Paulão fez a sua estreia pelo Vasco - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Apostando em jogadas rápidas pelas laterais, Gilberto em grande lance pela direita, driblou marcadores, chutou forte e a bola foi para fora após desvio muito perigoso. O Cruzmaltino foi superior durante toda a primeira etapa, mas não conseguiu abrir o placar.

Na volta para a segunda etapa, o Vasco se manteve forte no ataque. Aos 8 minutos, Martín Silva cobrou tiro de meta, Luis Fabiano dominou e tocou na medida para Yago Pikachu, que com categoria, abriu o placar para São Januário. A pressão vascaína na partida resultou no gol de Luis Fabiano aos 29 minutos. Em jogada de Gilberto pela direita, Kelvin tenta marcar, o goleiro Jean faz a defesa e, no rebote, Luis Fabiano não perdoou e aumentou a vantagem dos vascaínos: 2 a 0. 

Após o segundo gol, o adversário foi par o tudo ou nada e descontou aos 37 minutos, em chute cruzado de Gustavo. Apesar da pressão do Bahia no fim, o Gigante da Colina soube administrar bem o resultado e garantiu a primeira vitória no Campeonato Brasileiro.
image
Mostrando muita disposição, Luis Fabiano foi um dos destaques do Vasco - Foto: Paulo Fernandes/Vasco

FICHA TÉCNICA – VASCO 2X1 BAHIA
Competição: 2ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2017
Local: São Januário, Rio
Data: 21 de maio de 2017
Horário: 11h (Horário de Brasília)
Público presente: 19.030 / Pagantes: 17.770   
Renda: R$ 649.110,00
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelos: Jean,, Luis Fabiano, Martín Silva e Gilberto  (Vasco) / Gustavo e Armero (Bahia)
Cartão vermelho: Armero (Bahia)
Gols: Yago Pikachu (08'/2º Tempo) e Luis Fabiano (29'/2º Tempo) / Gustavo (37'/2º Tempo) - Bahia
VASCO: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques (Breno), Paulão e Henrique; Jean (Bruno Cosendey), Douglas; Yago Pikachu (Wagner), Mateus Vital e Kelvin; Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes. 
Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Éder, Tiago e Armero; Edson, Matheus Sales (Edigar Junio), Juninho e Diego Rosa (Zé Rafael); Gustavo e Maikon Leite (Allione). Técnico: Guto Ferreira.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

90 ANOS DE SÃO JANUÁRIO


Os 90 anos de São Januário, que serão completados na próxima sexta-feira, estarão presentes nas novas camisas do Vasco para a temporada 2017.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Vasco bate Botafogo e conquista o 10º título da Taça Rio de sua história

image
Jogadores vascaínos levantam a Taça Rio- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Com show da torcida vascaína, o Vasco venceu o Botafogo, por 2 a 0, no Estádio Nilton Santos. Os gols foram marcados por Douglas e Luis Fabiano, que desencantou e garantiu o 10º título da história da equipe da Taça Rio. Atual bicampeão Carioca, o Gigante da Colina segue firme e forte na luta pelo Tri. O próximo desafio é o confronto contra o Fluminense, pela semifinal do Estadual.

O JOGO

image
Henrique supera a marcação de Sassá no primeiro tempo

Logo no primeiro minuto, o Botafogo chegou forte no ataque em cabeçada de Sassá. Apesar do susto inicial, o Gigante da Colina não demorou para responder. Aos cinco minutos, Douglas puxou contra-ataque e deixou para Luis Fabiano, que finalizou à esquerda do gol de Helton Leite. Após uma pressão inicial do alvinegro, os vascaínos equilibraram a partida e começaram a chegar mais no ataque.

Com uma forte marcação do Botafogo, Andrezinho e Henrique arriscaram chutes de longa distância, mas sem sucesso. Douglas, aos 19 minutos, esboçou talento e entrou driblando dois marcadores na área, mas o chute cruzado não foi forte. O clássico ficou muito truncado e faltoso a partir da metade do primeiro tempo tempo. Em outra bola aérea, aos 38 minutos, Bruno Silva obrigou Martín Silva a fazer grande defesa para salvar o Vasco e garantir o 0 a 0 no placar.
image
Luis Fabiano cabeceia com perigo na etapa final do clássico

No segundo tempo, o Cruzmaltino voltou com outra postura, pressionando no setor ofensivo e não dando espaços para o Botafogo. Aos oito minutos, Gilberto lançou na área, e Luis Fabiano cabeceou com muito perigo!
O técnico Milton Mendes colocou Guilherme no lugar de Andrezinho e deu mais mobilidade a equipe. No primeiro lance do jovem, o meia armou um salseiro na zaga alvinegra, quase marcando o primeiro. Na sequência, Guilherme fez boa jogada pela esquerda e sofreu falta de Marcelo, que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida.
image
Prata da casa Douglas comemora o primeiro gol da partida

Apesar do sufoco e do jogo estar encaminhando para os pênaltis, aos 41 minutos, Nenê cobrou escanteio na área, a bola sobrou para Douglas e ele não desperdiçou. Relembrando os tempos de base, quando era acostumado a balançar as redes contra o Alvinegro, o jovem chutou firme para abrir o placar: VASCO 1 x 0. Na sequência, em contra-ataque fulminante, Manga deixou Luis Fabiano livre para desencantar e marcar o segundo, garantindo o título: VASCO 2 x 0!
FICHA TÉCNICA – VASCO 2X0 BOTAFOGO
Competição: Final da Taça Rio 2017
Local: Estádio Nilton Santos
Data: 16 de abril de 2017
Horário: 16h (Horário de Brasília)
Público presente: 20.469 / Pagantes: 17.969  
Renda: R$ 532.900,00
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Jackson Lourenço Massarra dos Santos
Cartões amarelos: Yago Pikachu, Rodrigo, Rafael Marques, Guilherme e Douglas (Vasco) / Matheus Fernandes, Bruno Silva, Marcelo, Dudu Cearense e Fernandes (Botafogo)
Cartão vermelho: Marcelo e Bruno Silva (Botafogo)
Gols: Douglas e Luis Fabiano (Vasco)
VASCO: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Rodrigo e Henrique (Wagner); Jean, Douglas Luiz, Andrezinho (Guilherme), Yago Pikachu (Manga) e Nenê; Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes. 
Botafogo: Helton Leite; Marcelo, Renan Fonseca, Igor Rabello e Gilson; Bruno Silva, Dudu Cearense, Matheus Fernandes e Leandrinho (Pachu); Guilherme (Fernandes) e Sassá (Vinicius Tanque). Técnico: Jair Ventura.
image
Luis Fabiano vai para torcida após balançar as redes- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

domingo, 9 de abril de 2017

VASCÃO EMPATA COM O URUBÚ E SE CLASSIFICA PARA A FINAL DA TAÇA RIO 2017

Após dois anos, Vasco e Flamengo voltaram a fazer mais um duelo do Clássico dos Milhões no Maracanã. Em partida realizada neste sábado (08/04), pela semifinal da Taça Rio, o Cruzmaltino empatou, sem gols, com o Rubro-Negro e garantiu a classificação por ter tido a melhor campanha na competição. O Gigante da Colina aguarda o vencedor de Botafogo e Fluminense, que se enfrentam neste domingo (09/04), no Nilton Santos. 

image
Muriqui teve duas grandes oportunidades no primeiro tempo- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

O Clássico dos Milhões começou muito truncando no meio de campo. Com poucos espaços, ambas as equipes procuravam as jogadas de lançamento, mas sem muita eficácia. A primeira chance do Vasco veio dos pés de Nenê aos cinco minutos. O meia cobrou falta da intermediária, mas a bola parou nas mãos de Alex Muralha. 

Aos sete, o time cruzmaltino chegou mais uma vez. Após cruzamento rasteiro de Gilberto, Yago Pikachu, livre dentro da grande área, acabou chutando para fora. Ainda antes da parada técnica, o Almirante teve a melhor jogada na etapa inicial. A equipe vascaína trocou passes no campo de ataque até que Muriqui recebeu, entrou na área pelo lado esquerdo de ataque e chutou no canto, tirando de Muralha, mas a bola foi para fora.

image
Nenê em ação contra o Flamengo na semifinal da Taça Rio- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Do outro lado, o Flamengo pouco levou perigo ao gol de Martin Silva. O Rubro-Negro chegou através de cobranças de faltas perto da área, mas não teve grandes oportunidades. Com a partida pegada até os 45 minutos finais do primeiro tempo, as equipes foram para o vestiário sem alterar o placar no Maracanã. 

A etapa complementar começou mais movimentada. Precisando da vitória, o Flamengo buscava mais o jogo e começou a dar espaços para o Vasco. Aos quatro minutos, o Cruzmaltino saiu em contra-ataque puxado por Nenê. O meia deu passe em profundidade para Muriqui, que cruzou rasteiro, mas a zaga afastou. 

O Vasco tentou buscar as jogadas de contra-ataque, mas pecou no último passe. O Flamengo chegou algumas vezes ao gol de Martin Silva, mas o goleiro se destacou com grandes defesas. Com o empate em 0 a 0, o Cruzmaltino garantiu a classificação para a final da Taça Rio.
FICHA TÉCNICA - VASCO 0X0 FLAMENGO
Competição: Semifinal da Taça Rio 2017
Local: Maracanã
Data: 8 de abril de 2017
Horário: 18h30 (Horário de Brasília)
Público presente: 24.616
Pagantes: 21.895
Renda: R$ 932. 070, 00
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães 
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Michael Correia
Cartões amarelos: Rodrigo, Martin Silva e Andrezinho (Vasco)/ Gabriel e Willian Arão (Flamengo)
VASCO: Martin Silva; Gilberto, Rodrigo, Rafael Marques e Henrique; Jean (Julio dos Santos), Douglas, Yago Pikachu, Nenê e Andrezinho (Kelvin); Muriqui (Wagner). Técnico: Milton Mendes.
Flamengo: Alex Muralha; Rodinei (Ronaldo), Donatti, Rever e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão, Diego, Gabriel (Leandro Damião) e Mancuello (Berrío); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Vasco bate Nova Iguaçu e garante classificação na Taça Rio e no Carioca

Em jogo muito disputado no Estádio de Moça Bonita, na tarde deste domingo (02/04), o Vasco venceu o Nova Iguaçu por 2 a 0, pela útima rodada da Taça Rio. Os gols de Rafael Marques e de Yago Pikachu garantiram a classificação da equipe vascaína às semifinais da da competição e também do Campeonato Carioca. Na próxima fase do segundo turno, o Gigante da Colina irá encarar o Flamengo, dia 9, com vantagem do empate. Já na semifinal do Estadual, o Cruzmaltino irá encarar o Fluminense, dia 23. 

image
Douglas em ação contra o Nova Iguaçu - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
O JOGO

O Vasco começou a partida com tudo pressionando bastante no ataque. A chegada inicial vascaína aconteceu aos 3 minutos, quando Gilberto tabelou com Nenê e chegou livre pela linha de fundo. O lateral-direito tocou para a área, mas o goleiro Jefferson apareceu para cortar. Na sequência, em jogada ensaida no escanteio, Yago Pikachu tentou pela direita e chutou forte para o gol, com a bola passando por cima.

Buscando o seu primeiro gol pelo Vasco, Luis Fabiano fez boa jogada aos 9 minutos, recebendo a bola na entrada da área, limpando a jogada e chutando por cima. O gol vascaíno aconteceu aos 38 minutos, quando Nenê cobrou escanteio na área, e Rafael Marques apareceu bem para marcar, sem chances de defesa. Nova Iguaçu 0x1 Vasco.
image
Nenê é marcado de perto por adversário - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O Gigante da Colina manteve a postura no segundo e não deu espaços para a equipe do Nova Iguaçu. Logo no início, Nenê bateu escanteio na área, Douglas finalizou e Caio Cezar cortou a bola quase que em cima da linha. No minuto seguinte, o camisa 10 tentou um chute de longa distância, que quase encobriu o goleiro Jefferson.  

O time de São Januário teve muitas chances de marcar, dentre elas, a linda cabeçada de Luis Fabiano aos 22 minutos, que caprichosamente não entrou no gol. Mas de tanto tentar, o Cruzmaltino foi presenteado aos 30 minutos, quando Nenê encontrou Yago Pikachu livre na área para somente empurrar a bola para o gol e marcar o gol, garantindo assim a vitória em Moça Bonita: 2 a 0.

image
Yago Pikachu marcou no segundo tempo pelo Vasco - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

sexta-feira, 31 de março de 2017

VASCÃO VENCE O BOA VISTA EM SÃO JANUÁRIO E DÁ UM PASSO IMPORTANTE PARA A CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA RIO

Em jogo válido pela quinta rodada da Taça Rio, o Vasco venceu o Boavista, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (30/03), em São Januário. O gol foi marcado por Douglas ainda na etapa inicial. Com o resultado, o Gigante da Colina chega aos nove pontos e sobe para a segunda posição do Grupo C e a terceira no geral. Na próxima rodada, os comandados de Milton Mendes vão enfrentar o Nova Iguaçu, domingo (02/04), às 16 horas, em Moça Bonita.

O JOGO
O confronto entre Vasco e Boavista foi marcado por forte chuva em São Januário. Por conta do dilúvio, a partida começou atrasada e, quando a bola rolou, as poças atrapalharam o desenrolar da partida.
A primeira grande oportunidade vascaína surgiu aos 18 minutos. Após lançamento de Escudero, Douglas cabeceou, Rafael defendeu e, no rebote, o próprio camisa 5 completou para o gol: VASCO 1 a 0

O Vasco foi perigoso novamente aos 29 minutos. Muriqui, que entrou no lugar de Thalles na parada técnica, encontrou Yago Pikachu entrando na grande área e o jogador arriscou o chute, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Sem mais chances, o time vascaíno foi para o vestiário com o placar mínimo.

image
Douglas comemora o gol marcado na partida - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Na etapa complementar, ambas equipes conseguiram colocar a bola no chão. Logo nos primeiros minutos, Douglas arriscou o chute de fora da área e a bola passou rente a trave de Rafael. Aos 18, Yago Pikachu recebeu dentro da grande área, limpou o lance e acabou batendo em cima do goleiro. 

Quando o cronômetro marcava 28 minutos, Nenê arriscou o chute de fora da área e a bola passou a esquerda do gol. Com o placar favorável, o Vasco tinha tranquilidade para sair jogando, mas não conseguiu chegar com mais perigo. Do outro lado, a equipe de Saquarema apenas se defendia e tentava arriscar no contra-ataque, mas sem perigo. Controlando a partida, o Gigante da Colina conquistou uma vitória importante por 1 a 0. 

image
Yago Pikachu teve oportunidade de marcar o segundo gol da partida - Foto: Paulo 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Vasco luta até o fim e empata com o Flamengo no Mané Garrincha

Pela quarta rodada da Taça Rio, Vasco e Flamengo empataram em 2 a 2, no Estádio Mané Garrincha. Yago Pikachu e Nenê marcaram para os vascaínos, e Willian Arão e Berrío descontaram para o rival. Com o resultado, a equipe vascaína está na quarta colocação, com seis pontos, no Grupo C.

O JOGO

O Vasco começou ligadíssimo no clássico contra o Flamengo. Bastante presente no ataque, o Cruzmaltino criou  a primeira chance aos 5 minutos, quando Nenê cobrou falta na área, o rubro-negro tentou cortar e a bola sobrou nos pés de Andrezinho, que finalizou com muito perigo.
De tanto insistir, o Gigante da Colina marcou o gol aos 15 minutos. Luis Fabiano dividiu com Réver no ataque, a bola sobrou para o camisa 10 vascaíno, que cruzou na área, e Yago Pikachu se antecipou para mandar a bola para o fundo da rede: 1 a 0.
Na metade do primeiro tempo, houve queda de luz no Mané Garrincha, que paralisou o partida durante oito minutos. Com a energia reestabelecida, o rubro-negro voltou pressionando no ataque e chegou a assustar o Vasco em algumas oportunidades, mas pararam no setor defensivo vascaíno. 


image
Jean e Willian Arão em disputa pela bola durante o clássico - Foto: Divulgação

Na segunda etapa, o atacante Luis Fabiano foi expulso aos 8 minutos. Após cometer falta em Márcio Araújo, o árbitro deu cartão vermelho ao jogador por reclamação. Com o Vasco jogando com dez, o Flamengo cresceu e foi só pressão no ataque.

Aos 14 minutos, Mancuello cobrou escanteio, e Willian Arão subiu para cabecear e empatar o clássico no Estádio Mané Garrincha: 1 a 1. Na sequência, aos 19 minutos, Berrío, em chute dentro da área, virou o jogo para os rubro-negros: 2 a 1. 

Lutando até o fim, o Gigante da Colina conseguiu arrancar o empate. Aos 47 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Vasco. Na cobrança, Nenê bateu com categoria e garantiu o empate para os vascaínos: 2 a 2. 

image
Nenê comemora gol de empate com Rafael Marques - Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – FLAMENGO 2X2 VASCO
Competição: 4ª Rodada da Taça Rio 2017
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília
Data: 26 de março de 2017
Horário: 18h30 (Horário de Brasília)
Público presente: 28.071 / Pagantes: 28.071  
Renda: R$ 1.279.720,00
Árbitro: Luis Antonio Silva dos Santos
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Diego Luiz Couto Barcelos
Cartões amarelos: Everton e Willian Arão (Flamengo) / Jean, Jordi, Luis Fabiano, Jomar e Douglas (Vasco)
Cartão vermelho: Luis Fabiano (Vasco)
Gols: Willian Arão (14'/2º Tempo) e Berrío (19'/2º Tempo) - Flamengo / Yago Pikachu (16'/1º Tempo) e Nenê (49'/2º Tempo) - Vasco
Flamengo: Muralha, Pará, Réver (Léo Duarte), Rafael  Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello (Lucas Paquetá); Berrío (Marcelo Cirino), Everton e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo
VASCO: Jordi; Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean (Thalles), Douglas, Yago Pikachu (Manga Escobar), Nenê e Andrezinho (Escudero); Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes

sábado, 25 de março de 2017

VASCÃO VENCE O MADUREIRA NA ESTREIA DE MILTON MENDES

image
Henrique em ação durante partida contra o Madureira - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO
Precisando vencer para se manter na briga por uma vaga na semifinal da Taça Rio, a equipe vascaína foi para cima do Madureira. Aos 8 minutos, Nenê iniciou jogada ensaiada tocando para Andrezinho, que encontrou Yago Pikachu livre, mas acabou sendo desarmado no momento da tentativa de finalização.

Se defendendo bem e sem dar espaços ao adversário, o Gigante da Colina chegou novamente aos 16 minutos, quando o camisa 10 tocou boa bola para Luis Fabiano, que dominou e chutou para fora. O gol da equipe cruzmaltina saiu um minuto depois, após Jordi cobrar tiro de meta, e Jorge Fillipe falhar na zaga, deixando a bola nos pés de Yago Pikachu, que com sabedoria, driblou o goleiro Rafael Santos e marcou o primeiro dos vascaínos. 

Bastante ativo na partida, Nenê ainda teve mais dois bons lances ofensivos, aos 31 e aos 37 minutos, mas o placar se manteve com vantagem mínima para o time de São Januário na primeira etapa.

image Yago Pikachu comemora gol na partida - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O segundo tempo foi de muitas oportunidades para os vascaínos e de manutenção da boa defesa. O Madureira pouco chegou no gol de Jordi, que não teve muito trabalho. Fabuloso apareceu bem, mostrou disposição em lances importantes e por pouco não guardou o seu primeiro gol pelo Vasco.

A melhor oportunidade de Luis Fabiano aconteceu ao 27 minutos. O atacante roubou a bola e correu pela direita, finalizando e obrigando Rafael Santos a fazer uma defesa importante. O Gigante da Colina soube manter padrão de jogo e garantiu uma vitória importante na Taça Rio.

Após o apito final, o técnico Milton Mendes reuniu os jogadores no centro do gramado e todos juntos agradeceram ao apoio dos torcedores durante todo o duelo na Colina Histórica.

image
Fabuloso deu trabalho para a defesa do Madureira - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

quinta-feira, 2 de março de 2017

Vasco vence o Vila Nova no Serra Dourada e avança para a 3ª fase da Copa do Brasil


Pela segunda fase da Copa do Brasil, o Vasco venceu o Vila Nova por 2 a 1 em partida realizada na noite desta quarta-feira (01/03), no Serra Dourada, em Goiânia. O resultado garantiu a classificação do Gigante da Colina para a próxima fase da competição, onde enfrentará o Vitória, nos dias 8 e 15 de março. Thalles e Wagner marcaram para os vascaínos e Wallyson, de pênalti, descontou para o time da casa.

image
Com muita disposição, Thalles persegue adversário durante a partida - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O JOGO

O primeiro tempo começou com domínio do Vasco. Com três zagueiros, o Vila Nova apostou nos contra-ataques, mas esbarrou na boa marcação vascaína. Na primeira grande oportunidade, o Gigante da Colina não desperdiçou! Aos 15 minutos, Henrique foi à linha de fundo e cruzou na medida para Thalles, que de primeira, finalizou com muita categoria para o fundo do gol, sem chances para Wendell: 1 a 0.

A equipe da casa conseguiu assustar pela primeira vez em um lance de bola parada. Aos 22 minutos, Wallyson chutou muito forte de longa distância e obrigou Martín Silva a fazer grande defesa. O empate do Vila Nova aconteceu aos 31 minutos. O árbitro interpretou como pênalti o desvio de Gilberto em cruzamento de Brunão na área vascaína. Na cobrança da penalidade, Wallyson não desperdiçou e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

image
Luan em ação contra o Vila Nova - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Precisando do resultado positivo para avançar de fase da Copa do Brasil, ambas equipes apostaram em uma forte marcação no segundo tempo. O bloqueio defensivo do Vila Nova foi muito grande, e os vascaínos só conseguiram chegar perto do gol em finalizações de longa distância.

Muito bem na partida, Thalles apareceu aos 39 minutos pela lateral-esquerda. O atacante cruzou na área, e Brunão, do Vila Nova, acabou desviando para a cabeça de Wagner, que empurrou para o fundo do gol e garantiu a classificação do Gigante da Colina fora de casa: 2 a 1.

FICHA TÉCNICA – VILA NOVA 1X2 VASCO

Competição: 2ª Fase da Copa do Brasil
Local: Serra Dourada
Data: 1º de março de 2017
Horário: 21h45 (Horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) 
Assistentes: Welio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: Everton e Alemão / Thalles, Gilberto, Henrique, Jean
Gols: Wallyson (31'/1ºTempo) - Vila Nova / Thalles (15'/1º Tempo) e Wagner (39'/2º Tempo) - Vasco
Vila Nova: Wendell; Maguinho, Wesley Matos, Brunão e Jonathan; Fagner, Alemão, Billy e Everton (Marcos Serrato); Moisés (Hiroshi) e Wallyson. Técnico: Mazola Júnior 
VASCO: Martin Silva, Gilberto (Yago Pikachu), Rodrigo, Luan e Henrique; Jean, Douglas, Andrezinho (Escudero) e Wagner; Kelvin (Guilherme) e Thalles. Técnico: Cristóvão Borges

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Com dois gols de Nenê, Vasco bate Santos-AP e avança na Copa do Brasil

Estreia com vitória! Com dois gols de pênalti de Nenê e boa atuação do time, o Vasco bateu o Santos-AP, por 2 a 0, e se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil. Com o resultado, a equipe vascaína aguardará o vencedor do confronto entre Fast-AM e Vila Nova-GO, que se enfrentam no próximo dia de 16 fevereiro. No domingo (12/02), o Gigante da Colina enfrentará o Volta Redonda, às 19h30, no Raulino de Oliveira, pela quarta rodada da Taça Guanabara.

image
Guilherme Costa, que domina a bola (foto), sofreu os dois pênaltis da partida - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
O JOGO

Com domínio total do Vasco na partida, Martín Silva quase não trabalhou. A primeira grande oportunidade surgiu aos 15 minutos, quando Thalles chutou bem e a bola acabou saindo pela linha de fundo. Veloz no ataque, o Gigante da Colina quase conseguiu o primeiro gol na sequência. Em cobrança de falta de Nenê, Bruno Gallo apareceu para chutar, e Thalles ajeitou a bola para Guilherme Costa, que finalizou no travessão.

Aos 20 minutos, Guilherme Costa fez grande jogada e foi derrubado por Dedé na área. Na cobrança da penalidade, Nenê, com muita categoria, marcou o primeiro gol vascaíno. Após balançar as redes, o time carioca administrou a vantagem na etapa inicial e foi para o intervalo com vitória parcial por 1 a 0.

image
Alan em ação contra o Santos-AP - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O técnico Cristóvão Borges promoveu duas mudanças no intervalo: Muriqui e o estreante Kelvin nos lugares de Escudero e Thalles, respectivamente. Kelvin não demorou a mostrar a que veio, pois logo aos quatro minutos protagonizou um bonito lance pela esquerda, pedalando, passando pela marcação e cruzando na área para o corte da zaga do Santos-AP.

Após a entrada do lateral-direito Gilberto no lugar de Yago Pikachu, o time vascaíno começou a ganhar em velocidade. Aos 26 minutos, o jogador passou pelo adversário e tocou para Guilherme Costa, que ajeitou para Kelvin bater para o gol com muito perigo. Na sequência, Guilherme que teve a chance de marcar e desperdiçou. Aos 28 minutos, mais uma boa jogada de Gilberto. O lateral apareceu em velocidade e tocou para Kelvin, que livre, chutou à esquerda da trave de Axel.

Pressionando muito, mas sem conseguir marcar, o Cruzmaltino ampliou aos 45 minutos, após Guilherme Costa sofrer mais uma penalidade e Nenê cobrar com categoria para o fundo do gol: 2 a 0.

imageCom categoria, Nenê marca o segundo gol do Vasco - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br